O que é e como calcular o ROI das ações de Marketing Digital

Já falamos aqui no blog sobre como o marketing digital possibilitou uma maior aproximação das empresas com os clientes, com um custo muito menor do que era comum nas mídias tradicionais como jornais e revistas, por exemplo. Com o advento da internet e principalmente das mídias sociais, ficou fácil falar especificamente com o seu público alvo, direcionando o valor investido em uma campanha focada exatamente nas pessoas que tem interesse em seu negócio.

Mas você sabe se as campanhas realizadas por sua empresa tem tido um retorno positivo ou negativo? Falando mais tecnicamente, você calcula o ROI das suas ações de marketing?

O que é ROI

ROI é a sigla de “Return on Investment” ou Retorno sobre o Investimento. Ele mostra detalhadamente se uma campanha teve lucro ou prejuízo, sendo de total importância para a estabilidade financeira de qualquer empresa.

A equação é muito simples:

ROI = Lucro Líquido (Lucro do Investimento – Custo do Investimento) / Custo do Investimento.

Desta forma, deve-se somar todas as vendas geradas através da campanha realizada e subtrair todos os custos, tais como campanha em Google e Facebook Ads, disparo de e-mail marketing e outros custos. Tendo este número em mãos, basta dividir o valor obtido pelo custo do investimento. Aí está o seu ROI.

Como analisar o resultado do ROI

O objetivo do ROI é saber quais as campanhas trouxeram lucro para a empresa e quais não tiveram o retorno desejado, para assim ser possível readequar o planejamento de marketing.

Mas o conceito de um ROI ser bom ou ruim varia de acordo com os objetivos da empresa. Pode acontecer de o resultado ter sido positivo, mas ainda assim não ter atingido a meta estabelecida. Por isso é fundamental que a empresa tenha claro quais são as metas de cada campanha realizada.

A interpretação de ROI varia também para cada empresa. Pode ser que um valor de R$10 por lead seja extremamente caro para uma empresa, mas muito barato para outra. Por isso não existe um “ROI ideal” geral, ele deve ser analisado levando-se em consideração as metas e objetivos da campanha analisada.

Ainda achou confuso e não sabe como começar a analisar o ROI das campanhas da sua empresa? Fique tranquilo, a BIG DATA realiza os estudos de cada ação de marketing realizada. Entre em contato, podemos te ajudar!

Publicidade digital no Brasil soma R$14,8 bilhões em 2017

Pesquisa realizada pela IAB Brasil (Interactive Advertising Bureau, entidade que congrega mais de 250 empresas, entre anunciantes, agências, veículos e empresas de tecnologia) mostra que mesmo em tempos de crise, o investimento em publicidade digital no Brasil cresceu 25,4% em 2017, em comparação ao ano anterior.

Estes números confirmam as previsões anteriores, de que o investimento em mídias digitais já soma um terço do total investido em publicidade. Para os anunciantes, a migração representa um movimento natural e a tendência é que cresça cada vez mais.

Formatos de anúncios que mais receberam investimentos

O formato de anúncio digital que mais faturou foi o de “Search + classificados + compradores de preços”. Foram direcionados 44% dos valores, ou R$ 6,5 bilhões. Em segundo lugar ficou o “Display + social” (34%, R$ 5,03 bilhões).

Já os anúncios em vídeo ficaram em terceiro lugar entre os com maior dinheiro investido (R$3,2 bilhões), mas é o que teve a maior porcentagem de aumento em relação a 2016, com 44% a mais! O que deixa claro a importância de se pensar cada vez mais em conteúdo em vídeo.

Se você chegou até aqui e entendeu que o investimento em marketing e anúncios digitais está crescendo de forma impressionante mas não faz ideia do que seja “search”, classificados, display, não se preocupe. Entre agora em contato com a Big Data que nós iremos ajudar a sua empresa a se destacar cada vez mais!

Metodologia de trabalho Big Data

Planejamento. Este é o ponto de partida para qualquer negócio de sucesso e na Big Data não é diferente. Para alcançar os resultados desejados e o objetivo do cliente, realizamos algumas etapas que envolvem todos os profissionais da agência. Confira agora em detalhes com funciona a metodologia da Big Data.

1 – Preparação

Nesta etapa, nossa equipe precisa saber todas as informações sobre o seu negócio. Como está o mercado, segmento de atuação, vendas, público-alvo, concorrentes, quais os principais objetivos e metas da empresa, além de outras questões que identificamos como fundamentais para o desenvolvimento.

Nesta etapa precisamos muito da sua ajuda. Ninguém melhor do que você e os profissionais da sua empresa pra nos contar tudo sobre o seu negócio, sem pressa e com detalhes. Para isso, faremos reuniões, entrevistas e posterior análise dos dados disponíveis.

2 – Planejamento

Este é o momento de começar a definição de estratégias, tendo como guia os resultados obtidos na etapa anterior. Pensamos no melhor mix de ações, contemplando as principais redes sociais, mídias, aplicabilidade e investimento ideal para os objetivos da sua empresa. Elaboramos um cronograma de ações com todas as etapas, desde o início até o prazo final do projeto.

3 – Realização

Com o planejamento aprovado, damos início às primeiras ações contidas no cronograma. Todas as ações são realizadas dentro do planejado, possibilitando assim a maior eficácia possível.

4 – Otimização

Não há nada que esteja tão bom que não possa ser melhorado. Essa é a filosofia de trabalho da Big Data, sempre. Diariamente são realizados os acompanhamentos das ações, de modo a conferir os resultados alcançados. A tecnologia muda o tempo tudo, sempre surgem novidades e estamos sempre de olho para deixar propor os melhores caminhos para sua empresa!

5 – Sucesso!

Com tanto planejamento e acompanhamento diário, tem que dar certo! A Big Data se orgulha por atingir as metas e objetivos dos clientes. Isso é resultado de muito trabalho!

Gostou da nossa metodologia? Podemos ajudar a sua empresa a crescer cada vez mais, entre agora em contato para mais informações!

 

O que é Inbound Marketing e como aplicá-lo à minha empresa

Uma das expressões mais utilizadas pelas agências de marketing digital nos últimos anos, Inbound Marketing é um processo que tem como objetivo produzir bons conteúdos visando atrair potenciais clientes para o site de uma empresa, através de conteúdos relevantes e não invasivos.

Inbound Marketing x Outbound Marketing

Se antigamente o consumidor era bombardeado por propagandas em canais como tv, rádio, jornais e revistas (outbound marketing) por marcas que talvez nem eram de seu interesse, atualmente isso não faz mais sentido. Afinal, é perder dinheiro com quem não tem interesse no seu produto.

Uma das grandes vantagens do Inbound Marketing é a segmentação. O inbound marketing atua no campo digital, onde é possível veicular o seu conteúdo apenas para as pessoas que tenham real interesse no que sua empresa tem a dizer! Desta forma a empresa investe um valor bem menor em publicidade e tem um retorno muito maior. Veja alguns dados:

– O custo do Inbound Marketing é 62% mais barato do que campanhas tradicionais;

– O retorno sobre investimento (ROI) médio das estratégias de Inbound Marketing é 275% maior do que nas campanhas tradicionais.

Além de todas estas vantagens, o Inbound Marketing permite a medição de todos os resultados, já que no ambiente digital é possível medir cada click, compartilhamento, saber qual parte do seu site é mais visualizada, se o cliente abriu o seu e-mail e até que parte do texto ele chegou a ler, além de inúmeras outras estatísticas. Para isto, basta saber as ferramentas corretas a serem utilizadas na campanha.

Objetivos do Inbound marketing

  1. Gerar mais tráfego orgânico para o seu site (SEO);
    2. Gerar mais leads orgânicos;
    3. Aumentar a notoriedade da sua marca;
    4. Baixar o custo de aquisição de clientes;
    5. Gerar vendas e fidelizar.

Inbound marketing na prática

O objetivo do inbound marketing não é a conversão imediata. Neste tipo de estratégia, o “funil de vendas” é o condutor que irá guiar o primeiro contato do cliente com a sua marca até a fase final, de venda e fidelização.

Funil de Vendas do Inbound Marketing

1 – Atrair visitantes

Este é o topo do funil, ou seja, aqui estão as pessoas que podem se interessar pelo seu produto/serviço e é aqui que precisamos chamar sua atenção, seja com texto em blog através do SEO, mídias sociais, e-book ou qualquer outro material que vá interessar o futuro cliente. Aqui são criados conteúdos mais genéricos, mas sempre focados no interesse do futuro cliente.

2 – Geração de leads

Conseguimos atrair o futuro cliente na etapa anterior! Ele gostou tanto do conteúdo que cadastrou o e-mail para receber mais informações. Neste momento ele é um lead.

3 – Conversão

O futuro cliente passa a receber conteúdos cada vez mais específicos, de acordo com o seu interesse. Através de análises, conseguimos compreender seus desejos e necessidades. Desta forma, enviamos a ele apenas conteúdos bem específicos, gerando interesse e fazendo-o entrar em contato.

4 – Venda

O cliente percorreu todo o caminho que foi planejado e realizou a compra do seu produto ou serviço, fazendo com que o objetivo seja alcançado! Para algumas empresas esta é a fase final, mas não para Big Data! Nosso objetivo é fidelizar o cliente.

5 – Fidelização

Cliente satisfeito vira cliente cativo! Ele vai lembrar da sua empresa quando precisar de outro produto ou quando algum amigo precisar de indicação. É importante continuar acompanhando este cliente, enviando bons conteúdos, tirando suas dúvidas e satisfazendo suas necessidades e desejos.

Parece complexo e sejamos sinceros, realmente é. É preciso muito conhecimento de mercado e principalmente, dominar as ferramentas necessárias para a realização de todo este ciclo. Mas fique tranquilo, a Big Data já realizou este trabalho para vários clientes, sempre com sucesso!

Entre em contato agora mesmo para mais informações!

O que são e como gerar leads

Se você já ouviu algum profissional de marketing conversando, com certeza ouviu a palavra “leads” sendo citada várias vezes. Essa palavrinha pequena tem um poder enorme em uma campanha de marketing e se você ainda não sabe o que é nem a melhor forma de captá-los, vamos te contar tudo agora.

O que é lead?

Simples assim: lead é uma pessoa que tem interesse nos produtos ou serviços que sua empresa oferece. Ou seja, um lead é em resumo um potencial cliente da sua empresa! Entendeu agora por que eles são tão importantes? “Mas como achar esses leads? Como faço para saber quais são as pessoas com interesse pelo meu produto ou serviço? Não quero perdê-las, preciso que conheçam minha empresa, se tornem clientes e fidelizem-se. Me ajudem!”

Claro, a Big Data tem grande expertise com geração e nutrição de leads, continue com a gente pra entender mais.

Como captar leads

O primeiro passo é obter uma forma de contato não invasivo com esta pessoa, o e-mail é um ótimo exemplo. A internet nos oferece várias  formas de capturar um lead: e-books, webinars, vídeos, infográficos e tudo mais que a criatividade permitir. Pensar na criação de um conteúdo rico, que seja tão valioso e importante para o seu cliente que ele vai desejar fornecer o e-mail para receber o seu conteúdo. E pronto! A partir do momento que ele fornece o e-mail (ou outra forma de contato que você desejar), se tornou um lead!

Como saber qual conteúdo rico devo gerar para capturar um lead?

É aí que entra o nosso trabalho. A Big Data realiza uma pesquisa completa do mercado de atuação da sua empresa para descobrir quais são os hábitos do seu consumidor. Em quais redes sociais ele está, o que gosta de fazer na internet, se é um leitor voraz, se prefere ouvir áudios ou assistir vídeos. Acredite, estes hábitos variam de acordo com idade, interesses pessoais e muito mais.

Capturei o lead! E agora?

A forma de se fazer publicidade mudou. Se antes era comum propagandas invasivas, o consumidor de hoje detesta ser bombardeado por anúncios que não foi solicitado. É preciso chegar até ele com cautela, oferecendo conteúdos sutis. É o que na publicidade chamamos de “funil de vendas”.

Vamos supor que você criou um e-book com o tema “5 benefícios da caminhada” e o seu possível cliente se interessou, cadastrando o e-mail para receber o e-book. Uma segunda etapa possível seria a criação de um blog post sobre “A importância do calçado ideal para caminhar” e num futuro momento, outro blog post com o título “escolha o tênis perfeito para sua atividade física”, com o link da sua loja. Viu como a probabilidade deste cliente realizar uma compra é grande?

Como saber se meu lead está gostando do meu conteúdo?

Existem ferramentas que nos permite verificar se o lead recebeu o e-mail, se abriu este e-mail, se leu o conteúdo, se excluiu e demonstrou desinteresse, além de várias outras análises. Desta forma é possível entender o comportamento do lead e pensar em conteúdos que satisfaçam seus interesses. Este trabalho é o que chamamos de “Inbound Marketing”.

Não há dúvidas. A geração e nutrição de leads, junto com um acompanhamento diário de Inbound Marketing gera um grande retorno para empresas de qualquer setor. Entre em contato agora mesmo com a Big Data para conhecer nossos cases e entender como podemos aplica-lo no seu negócio!

Escola Superior de Advocacia da OAB/MG bate em 200% a meta de matrículas com projeto da Big Data

Em 2017, a Escola Superior de Advocacia (ESA), órgão da OAB/MG, lançou seus cursos de Pós-Graduação a Distância, que até então eram oferecidos somente de forma presencial. E já neste lançamento a meta de matrículas alcançada foi de a 200%!

A Big Data esteve envolvida desde o começo em todo o projeto de marketing e publicidade digital. Foi realizado um planejamento completo para criação e desenvolvimento de site, mapeamento de perfil do público-alvo para criação de personas, planejamento e gestão de campanhas, criação de peças, definição e implementação de estratégia para redes sociais, alinhamento destas estratégias com o setor comercial, acompanhamento e análise da conversão por canais utilizando o Google Analytics, além de outras ações pontuais.

O trabalho em conjunto da Big Data com a ESA foi fundamental para o sucesso do projeto já em seu início! Esse resultado em uma campanha inicial, onde diversas informações e dados precisam ser mensurados e analisados, é resultado de muito planejamento e acompanhamento durante todas as fases da campanha.

Desde então, a Big Data continua responsável por todas as campanhas digitais de matrículas dos cursos de Pós-Graduação da OAB/MG, para os cursos presenciais e a distância. O grande sucesso e aceitação dos cursos a distância, levaram à replicação do projeto para a OAB/GO em 2018.

Sua empresa também merece se destacar no mercado! Entre em contato com a Big Data, teremos excelentes propostas para o seu negócio.

O que são personas e como definí-las

No marketing digital, persona é o personagem fictício criado para dar identidade ao público-alvo de uma empresa. Estas personas servem como guia para todas as ações de marketing que serão realizadas.

Para uma empresa vender bem, ela precisa conhecer seu público-alvo. Só assim será possível entender seus desejos e necessidades, conhecer a forma de linguagem apropriada para melhor comunicação, entender seus hábitos e costumes e aí então oferecer serviços e produtos que sejam do seu interesse.

Embora sejam fictícias, as personas são muito reais! Parece contraditório, mas é assim mesmo. Criamos personagens que não existem na vida real, mas que devem representar fielmente o público que uma empresa deseja atingir.

Qual a diferença entre público-alvo e persona?

Enquanto o público-alvo envolve uma grande parcela da sociedade, com estilos e características comuns aos grupos sociais, a persona trata de um indivíduo, único com suas características, hábitos e desejos muito bem definidos. Esta dúvida é muito comum, mas com o exemplo abaixo fica fácil de entender, veja:

Público-alvo: Homens e mulheres de 35 a 60 anos, casados, com terceiro grau completo e média mensal de R$8.000. Tem filhos, gostam de viajar e jantar em bons restaurantes.

Persona: Lúcia, 42 anos, 2 filhos, casada. Formada em gastronomia, viaja em média 3 vezes por ano ao exterior, em busca de inspirações para novas receitas. Trabalha em um restaurante conhecido em sua cidade mas tem o desejo de abrir seu próprio negócio, sonho que está próximo de realizar.

Como criar uma persona?

Se a representação deve ser fiel, não pode ter achismos. Por isso para a criação de personas é necessário identificar as perguntas principais como quem são os clientes interessados em seu produto ou serviço, se ele conhece sua empresa e como conheceu, quais são os comportamentos dele perante o que sua empresa oferece, o que ele espera quando realiza uma compra, entre outras questões.

Uma vez respondidas estas perguntas, chega a hora das pesquisas quantitativas e qualitativas. É preciso ir atrás destas pessoas e entrevistá-las seja por telefone, e-mail, pesquisa de rua ou através das várias ferramentas disponibilizadas online, como o Google Forms. A importância desta etapa é identificar padrões de comportamentos, entender as características em comuns do seu público-alvo.

É muito importante definir previamente quais perguntas serão realizadas, e  elas dependem do objetivo de cada empresa. Finalizada a pesquisa, é hora de colher todos os dados e extrair os pontos decisivos. É um trabalho complexo de análises e comparativos que irão identificar as características de sua persona.

Alguns dados fundamentais na criação da persona: nome, idade, estado civil, escolaridade, trabalho, media salarial, desejos e medos.

Pareceu complexo demais? Contratar uma agência de marketing digital com experiência em criação de personas é fundamental para um resultado de sucesso. Converse com a gente para saber como criar a persona ideal para sua empresa!

Minha empresa deve investir em Planejamento Digital?

Segundo dados de pesquisa divulgada pelo IBGE em 2018, atualmente 116 milhões de pessoas no Brasil estão conectadas à internet, número que equivale a 64,7% da população com idade acima de 10 anos. Dentre o total de internautas, 89% já realizaram ao menos um compra online.

Estes números já comprovam que toda empresa precisa estar na internet, já que lá estão os seus clientes. É importante sempre pensar que sua empresa pode até não estar com um bom trabalho nas redes sociais, mas o seu concorrente com certeza está! Advinha qual delas terá melhores resultados?

Elaboramos 3 perguntinhas para avaliar se a sua empresa precisa investir em planejamento digital. Se você responder “NÃO” para ao menos uma delas, pode ter certeza, você precisa investir!

Quais são os objetivos da sua empresa? Eles estão claros?

Acredite, é muito comum uma empresa não saber e maneira clara qual o seu objetivo. Você pode até responder “é claro que é vender!”, mas este é o objetivo final e muita coisa acontece até chegar até aqui.

Tornar a empresa conhecida e lembrada por seus clientes, manter a marca consolidada no mercado, ter um relacionamento mais próximo com o cliente e gerar leads para usar em ações futuras são alguns objetivos muito importantes para chegar ao resultado final, que é a venda, mas que muita empresa não dá a atenção devida. Já pensou que este pode ser o motivo de sua empresa não estar saindo do lugar?

Consigo criar conteúdo de qualidade sem ajuda especializada?

Apenas criar uma conta nas redes sociais e postar conteúdos aleatórios e sem qualidade não funciona. É preciso analisar o seu público-alvo, saber onde ele está, qual sua faixa etária, hábitos e outras características que só com muito estudo e planejamento é possível adquirir. E tem mais: uma vez coletado estes dados, é preciso interpretá-los e saber exatamente quais serão as melhores ações para que a empresa atinja seus objetivos.

Com tantas redes sociais, você sabe qual a mais indicada para o seu negócio?

Cada rede social tem suas características e particularidades, atraindo grupos diferentes de pessoas. Se o público-alvo da sua empresa são jovens, o Snapchat pode ser uma ótima opção! E o Facebook, você sabia que ele já é mais utilizado por pessoas de faixa etária mais alta? Será que e-mail marketing ainda oferece bons resultados? Todos estes insights fazem parte do trabalho de um profissional de marketing digital.

E então, a quantas perguntas você respondeu com “não”? Conte com a Big Data para ajudar a sua empresa a crescer cada vez mais, entre em contato para mais informações.